Páginas

terça-feira, 1 de maio de 2007

Canelé de Bordeaux

Estes bolinhos são uma delicia, são fondants por dentro e croustillant por fora, com um gostinho discreto de rum e baunilha. Tem este nome devido às forminhas utilisadas que são caneladas, e originalmente seu nome seria cannelé, mas acabou se trasnformando em canelé (pode-se encontrar também como cannelet e canelet). O ideal é utilisar as forminhas em cobre para ter os melhores resultados, mas eu fiz com a minha mini-canelé em silicone e o resultado já é ótimo !
A origem destes bolinhos seria de 1519, as religiosas do convento des Annonciades que preparavam estas doçuras a partir da farinha que elas recuperavam no cais, de rum proveniente das ilhas e de gemas que restavam da produção do vinho (clarificação). As religiosas então distribuiam os doce aos pobre. E em 1830 a receita foi reaproveitada por um confeiteiro de Bordeaux e a partir daí se transformou em especialidade da região. (Fonte http://caneleiaal.free.fr/)

250 ml de leite
25 g de manteiga
graos de 1 favo de baunilha
1 ovo + 1 gema
125 g de açucar
60 g de farinha
15 ml de rum envelhecido

Levar a ferver o leite com a manteiga e os graos de baunilha.
Bater os ovos ligeiramente.
Juntar aos poucos o leite no muito quente aos ovos batidos.
Peneirar a farinha e misturar com o açucar.
Juntar a farinha à mistura anterior aos poucos, mexendo bem.
Juntar o rum.
Colocar em pote fechado hermeticamente e deixar na geladeira de um dia para outro.
No dia seguinte, unte as formas com manteiga e polvilhe com açucar.
Pré-aqueca o forno à 180° C.
Misture um pouco a massa antes de colocar nas forminhas.
Encha de 4/5 as formas.
Leve ao forno e deixe assar 50 minutos para os mini-canelés, os médios 1 hora e os grandes 1 hora e 10 minutos. Eles devem ficar com um dourado bem escuro.
Desenforme e deixe esfriar sobre uma grade.
Ele é muito bom comido imediatamente e no mesmo dia, depois o caramelisado do exterior amolece e ele perde um pouco da sua "magia".



18 comentários:

Cláudia disse...

Nossa Bia, você é uma fada das massas assadas. Os seus pães e bolos são incríveis. Estes bolinhos me deram água na boca. Você indica outro tipo de forminha para que eu possa fazê-los. Um beijo querida.

Cris disse...

A Claudia disse tudo, fada das massas assadas! As forminhas são um charme hein. Este doce então... hum, acho que comeria uns 3 de uma vez! Bjs!

fezoca disse...

que delicia, Bia! esse vai pra minha lista. beijaoo,

Patricia Scarpin disse...

Que lindinhos, Bia! Tão delicados!

Elvira disse...

Nem sei o que dava para comer um cannelé de Bordeaux! :-)

Bjs.

Eliana Scaramal disse...

Que coisa é essa?!! Bia fiquei completamente apaixonada.

Carla disse...

que bolinhos tão lindos!! Ai como me apetecia comer um agora... Vou ter de experimentar mas tenho de comprar as formas! Que interessante a origem dos canelé! =D

boa semana, bjs

Goretti disse...

Deve ser delicioso!

valentina disse...

Bia querida, sabe que paquero estes caneles ha anos...( só um.rss rss). Estou indo a PAris muito breve e tenho o endereco da loja aonde ir comprar.amei saber da historia.adoro estas coisas.Vc tem maos májicas!!bjocas.

Geórgia disse...

Que lindos, devem ser muito saborosos. Aqui não tem baunilha em grão, aliás só encontro aroma artificial de baunilha. :o(

Lara Leal disse...

Bia, que maravilha!! Receita programada para esta semana - vou correr atrás das forminhas.
Beijos, Lara

Cinara disse...

Que bolinhos mais delicados, Bia! E adorei saber a história deles também! Depois fiquei imaginando o caramelado crocante por fora e o doce molinho por dentro... Chega a ser uma crueldade, sabia?? ;o) Bjs!

Natércia disse...

Bia passei hoje no seu cantinho, fiquei maravilhada, um que delicia de bolinhos, vou voltar mais vezes um beijinho...Natércia

By Clara disse...

Bia, não achei estas forminhas, o que voce me sugere para substituir, será que uma forminha canelada tipo empadinha dá certo?
Fiquei entusiamada para experimentar, mas não encontrei algo para substituir.
Parabéns estão lindos.
Silvia

Verena disse...

Bia, isso é uma lindeza!!! Muito singelas e delicadas, devem ficar fofas numa mesa toda arrumada para um café da tarde! Parabéns pela idéia e por dividir a história do doce conosco!
Beijinhos!

www.mangiachetefabene.wordpress.com

bia disse...

Claudia e Silvia, da para fazer em outra forminha, mas nao vai ficar tao bonitinho, e o canelado da forminha aumenta a superficie caramelisada ! Mas nao custa anda tentar !
Valentina, vem até a Bretanha tb !
Natércia, obrigada pela visita, ja fui visitar o seu e so tem coisa boa !
bjs à todas !

Divã de Noiva disse...

sera q encontro essas formas por aqui:?????bjs

witchie disse...

Que coisa linda! Acho que não vou encontrar dessas formas por aqui, o que é uma pena, mas a imagem já delicia o olhar! :)